JMJ 2023: foi nomeado o coordenador do Grupo de Projeto

 

José Sá Fernandes, vereador da Câmara Municipal de Lisboa vai acompanhar os trabalhos de preparação e organização.

 

Rui Saraiva – Portugal

Em Portugal a organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 continua a dar passos seguros no seu caminho de preparação. Ficamos a saber no final deste mês de julho que o governo português decidiu nomear José Sá Fernandes como coordenador do Grupo de Projeto que vai “assegurar o acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação deste evento” – pode-se ler no site oficial da JMJ 2023.

 

Para D. Américo Aguiar, presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, o primeiro-ministro de Portugal confirma, através desta nomeação, a necessidade de um crescente “trabalho em conjunto”, que envolva “antes de tudo os jovens”, a Igreja Católica e as instâncias governamentais e autárquicas.

 

“Reafirmamos a cada passo que a JMJ Lisboa 2023 é de todos e para todos. Estamos certos que tem de ser preparada e organizada por todos, a partir das indicações que nos são dadas pelo Santo Padre. E temos trabalhado, desde a primeira hora, em estreita ligação com o Senhor Presidente da República, o Governo de Portugal, a Câmara Municipal de Lisboa e a Câmara Municipal de Loures, estando certos de que a nomeação do Dr. José Sá Fernandes para coordenar o Grupo de Projeto é um importante passo nesse sentido” – afirma D. Américo Aguiar.

 

José Sá Fernandes é vereador da Câmara Municipal de Lisboa com o pelouro do ambiente, clima e energia. No âmbito do Grupo de Projeto da JMJ irá iniciar as suas funções a partir do dia 11 de outubro de 2021.

 

Recordemos que o Grupo de Projeto para a JMJ Lisboa 2023 foi criado através da Resolução 45/2021 do Conselho de Ministros para assegurar o acompanhamento dos trabalhos de preparação, em particular, a requalificação urbanística e a valorização ambiental e ecológica.

 

A JMJ reúne milhões de católicos oriundos de todo o mundo e a próxima edição internacional vai decorrer em Lisboa no verão de 2023 na zona ribeirinha do Parque Tejo, junto ao espaço que acolheu a Expo 98.

 

Fonte: Vatican News